Pular para o conteúdo

Artigos Recentes

9
jan

Economizar energia no verão

Veja as Dicas:

A estação mais quente do ano chegou! Além do calor a estação geralmente traz o aumento na conta de luz, principalmente com as mudanças nas bandeiras tarifárias (definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica, ANEEL).

Por isso o consumidor precisa ficar atento a seus hábitos, especialmente nessa época do ano, mas com medidas simples, ao alcance de todos em casa, é possível economizar energia no verão, sem perder conforto.

As dicas de como economizar energia no verão valem para evitar o desperdício, nesses tempos de energia mais cara devido aos baixos níveis dos reservatórios e acionamento de térmicas. Confira:

– Usando a geladeira: Faça o teste do papel para saber se a vedação de sua geladeira está 100%. Para saber se a borracha da sua geladeira está vedando como deveria, faça o teste do papel. Coloque uma folha entre a porta e a borracha e feche. Puxe o papel. Se sair facilmente é sinal que a borracha esteja em mal estado. Mas atenção, faça o teste na parte superior, inferior e na lateral.
Não coloque as roupas para secar na parte detrás da geladeira, isso irá forçar o motor e fazer com que sua geladeira consuma mais energia.

– Usando as lâmpadas: Não ligar as luzes durante o dia. Aproveite a iluminação natural. Abra as janelas e cortinas.
Na hora de pintar a casa, escolha cores claras, que refletem melhor a luz e diminuem a necessidade da iluminação artificial. 

– Usando o chuveiro: Use a chave seletora na posição Verão, isso irá reduzir o consumo de energia em até 30%.
Evite banhos demorados.

– Usando o ar-condicionado: Use o controle do ar-condicionado para programar o desligamento uma hora antes do seu despertar pela manhã.
A potência do ar deve ser compatível com o tamanho do ambiente.
Limpe o filtro periodicamente.
Lembre-se sempre de fechar portas e janelas, de modo a evitar que o ar frio escape. Toda vez que isso acontece o ar condicionado gasta mais energia para manter a temperatura ambiente baixa.

– Usando a máquina de Lavar: Junte uma boa quantidade de roupas e lave essas peças todas de uma só vez.

– Usando o ferro elétrico: Junte uma boa quantidade de roupas e utilize o ferro de uma só vez.
Use a temperatura indicada no ferro elétrico para cada tipo de tecido.

– Usando o Ventilador: Os de teto consomem o dobro de energia dos menores, de tomada. Prefira-os.

– Usando Secadoras: Vale lembrar que secadoras de roupa se tornam totalmente dispensáveis nesta época do ano!
Se for necessário, instale um varal extra e aproveite o calor e a luz do sol para secar a roupa lavada.

– Usando Microondas: Os alimentos descongelarão muito mais rapidamente durante o verão. Logo não utilize o microondas para este fim.

– Usando TV e computador: Aparelhos eletrônicos em stand-by consomem energia também, sabia? Por isso, procure remover os aparelhos da tomada, quando não estiverem em uso.
Essa simples mudança já pode ser o suficiente para reduzir em até 10% o consumo de energia elétrica no seu lar.

– Invista em energia solar: Por fim, não poderíamos listar algumas dicas para economizar energia no verão sem encerrar esta discussão com o investimento em energia fotovoltaica.
Afinal de contas, após o investimento inicial, há a possibilidade de não apenas poupar energia, mas de economizar com os créditos a partir da energia solar gerada, mas não utilizada.
Sem falar na baixa manutenção dos painéis solares e, também, da durabilidade deles – muitos com garantia de até 25 anos!

Mais dicas:

  • Chegou a hora de tirar férias? Desligue a chave geral da casa antes de viajar;
  • Durante as férias as crianças e adolescentes também ficam mais em casa, o que pode se traduzir na maior utilização de jogos eletrônicos e computadores. Eduque-os para desligar os monitores quando terminarem de jogar;
  • Sempre prefira eletrodomésticos com selo Procel;
  • Na hora de estudar, prefira spots de luz ao invés de iluminação central, que é mais cara e menos eficiente para esse fim;
  • Troque todas suas lâmpadas por LED.
  • Pinte as paredes com cores claras, que reflitam a luz;
  • Abra cortinas e persianas: deixe a luz entrar na casa;
  • Evite colocar vidros coloridos ou canelados nas suas janelas: eles escurecem mais o ambiente.

E ai, o que achou da matéria?

Conta pra gente nos comentários.

Até a próxima!

Escrito Por:

12
dez

Eletricidade Estática

Eletricidade estática é a definição dada ao excesso de cargas elétricas em um corpo, estando essas cargas em repouso.

A quantidade de cargas que podem se acumular dessa forma é altamente variável, dependendo de uma série de fatores, como os tipos de materiais envolvidos, duração do contato, umidade do ar, entre outros. A tensão elétrica que se acumula pode, na verdade, chegar a milhares de volts em muitos casos. Uma simples esfregadela dos pés em um tapete ou carpete, mesmo calçando sapato, pode fazer com que seu corpo acumule mais de mil volts de eletricidade estática. Em casos extremos essa tensão pode chegar a quase 10.000 volts.

Imagine descarregar essa tensão elétrica sobre um corpo extremamente sensível, como um chip semicondutor (circuito integrado), que funciona com, por exemplo, 5V de tensão. Em um caso desses, é altamente provável que o chip seja destruído internamente, você não o verá em chamas, mas suas conexões internas podem ser totalmente destruídas, e o chip fica inutilizável. Este é um problema gigantesco em um laboratório de eletrônica ou de informática, onde técnicos manuseiam componentes eletrônicos e placas sensíveis, como por exemplo um microprocessador de computador ou uma placa de vídeo, Componentes que tem custo elevado, inclusive, e que podem ser danificados permanentemente simplesmente por serem tocados por uma fração de segundo.

Como Evitar descargas Eletrostáticas

O aterramento é a forma mais comum e eficiente de evitar esses danos, mas outras medidas podem ser tomadas, como escolher um piso com isolamento, usar calçados com solado de borracha e não ter por perto objetos com alta concentração de cargas.

Equipamentos que evitam a descarga eletrostática

Jaleco antiestático:

Feito com fios de carbono agregados ao tecido e realiza a proteção contra a descarga eletrostática. Apesar de ser um bom aliado na prevenção, ele sozinho não é eficaz para a resolução do problema.

Calcanheiras dissipativas:

Permitir a dissipação das cargas para o chão é um dos principais objetivos de quem deseja evitar a descarga eletrostática, por isso o uso de Calcanheiras, ou uso de sapatos especiais, é uma das atitudes mais eficientes. Isso é importante porque a maioria dos calçados possui o solado de borracha, o que isola do contato com o chão e não permite a passagem das cargas.

Manta Antiestática:

É comum que o contato com a bancada forme o acúmulo de cargas. Por isso, usa-se nas estações de trabalho para permitir a dissipação da energia formada pelo operador.

Luvas antiestáticas:

É indicada principalmente para quem trabalha fazendo a manutenção dos componentes eletrônicos. O corpo humano naturalmente produz descarga eletrostática pelo contato com a roupa, gordura das mãos, entre outros processos naturais. Esse equipamento evita o contato direto e impede que acidentes ocorram.

Pulseiras de aterramento:

Um modo mais moderno de evitar a descarga eletrostática é por meio do uso de pulseiras. Elas possuem filamentos condutivos que levam a energia do usuário para o sistema de aterramento, evitando que o dano no equipamento ocorra.

Existem também ferramentas de manuseio que são antiestáticas.

Como Pinças Antiestáticas

Usadas para manuseio de componentes eletrônicos na hora da solda ou dessolda.

Escovas Antiestáticas

Para limpeza de placa de circuitos e circuitos em geral.

Resumindo, para evitar prejuízos no manuseio de placa de circuitos, em manutenção de computadores ou eletrodomésticos no geral, aonde existir componentes eletrônicos, o correto sempre usar equipamentos antiestáticos, para assim concluir o serviço sem dor de cabeça, e da melhor forma.

E ai, o que achou da matéria?

Conta pra gente nos comentários.

Até a próxima!

Escrito Por:

%d blogueiros gostam disto: