Pular para o conteúdo

Posts da Categoria ‘Soldagem’

12
dez

Eletricidade Estática

Eletricidade estática é a definição dada ao excesso de cargas elétricas em um corpo, estando essas cargas em repouso.

A quantidade de cargas que podem se acumular dessa forma é altamente variável, dependendo de uma série de fatores, como os tipos de materiais envolvidos, duração do contato, umidade do ar, entre outros. A tensão elétrica que se acumula pode, na verdade, chegar a milhares de volts em muitos casos. Uma simples esfregadela dos pés em um tapete ou carpete, mesmo calçando sapato, pode fazer com que seu corpo acumule mais de mil volts de eletricidade estática. Em casos extremos essa tensão pode chegar a quase 10.000 volts.

Imagine descarregar essa tensão elétrica sobre um corpo extremamente sensível, como um chip semicondutor (circuito integrado), que funciona com, por exemplo, 5V de tensão. Em um caso desses, é altamente provável que o chip seja destruído internamente, você não o verá em chamas, mas suas conexões internas podem ser totalmente destruídas, e o chip fica inutilizável. Este é um problema gigantesco em um laboratório de eletrônica ou de informática, onde técnicos manuseiam componentes eletrônicos e placas sensíveis, como por exemplo um microprocessador de computador ou uma placa de vídeo, Componentes que tem custo elevado, inclusive, e que podem ser danificados permanentemente simplesmente por serem tocados por uma fração de segundo.

Como Evitar descargas Eletrostáticas

O aterramento é a forma mais comum e eficiente de evitar esses danos, mas outras medidas podem ser tomadas, como escolher um piso com isolamento, usar calçados com solado de borracha e não ter por perto objetos com alta concentração de cargas.

Equipamentos que evitam a descarga eletrostática

Jaleco antiestático:

Feito com fios de carbono agregados ao tecido e realiza a proteção contra a descarga eletrostática. Apesar de ser um bom aliado na prevenção, ele sozinho não é eficaz para a resolução do problema.

Calcanheiras dissipativas:

Permitir a dissipação das cargas para o chão é um dos principais objetivos de quem deseja evitar a descarga eletrostática, por isso o uso de Calcanheiras, ou uso de sapatos especiais, é uma das atitudes mais eficientes. Isso é importante porque a maioria dos calçados possui o solado de borracha, o que isola do contato com o chão e não permite a passagem das cargas.

Manta Antiestática:

É comum que o contato com a bancada forme o acúmulo de cargas. Por isso, usa-se nas estações de trabalho para permitir a dissipação da energia formada pelo operador.

Luvas antiestáticas:

É indicada principalmente para quem trabalha fazendo a manutenção dos componentes eletrônicos. O corpo humano naturalmente produz descarga eletrostática pelo contato com a roupa, gordura das mãos, entre outros processos naturais. Esse equipamento evita o contato direto e impede que acidentes ocorram.

Pulseiras de aterramento:

Um modo mais moderno de evitar a descarga eletrostática é por meio do uso de pulseiras. Elas possuem filamentos condutivos que levam a energia do usuário para o sistema de aterramento, evitando que o dano no equipamento ocorra.

Existem também ferramentas de manuseio que são antiestáticas.

Como Pinças Antiestáticas

Usadas para manuseio de componentes eletrônicos na hora da solda ou dessolda.

Escovas Antiestáticas

Para limpeza de placa de circuitos e circuitos em geral.

Resumindo, para evitar prejuízos no manuseio de placa de circuitos, em manutenção de computadores ou eletrodomésticos no geral, aonde existir componentes eletrônicos, o correto sempre usar equipamentos antiestáticos, para assim concluir o serviço sem dor de cabeça, e da melhor forma.

E ai, o que achou da matéria?

Conta pra gente nos comentários.

Até a próxima!

Escrito Por:

21
mar

Solda de Qualidade

Efetuar uma solda de qualidade não é algo tão difícil, mas existem alguns procedimentos que devem ser considerados para garantir a perfeição. Para isto, seguem algumas dicas, e com um pouco de prática, você irá conseguir realizar soldas de boa qualidade e segurança para seus projetos eletrônicos.

http://blog.fazedores.com/wp-content/uploads/2015/05/Depositphotos_18514985_original.jpg

Composição da solda

A solda é composta primordialmente por estanho (Sn)chumbo (Pb) e também com um pouco de outros metais para prover as características desejadas. Porém, descobriu-se que o chumbo é um metal nocivo aos seres humanos e pode até levar ao envenenamento. Com isto alguns países resolveram proibir o uso do chumbo na composição da solda. Desta maneira surgiu à solda sem chumbo ou “lead-free” e ela se tornou o padrão na fabricação de equipamentos eletrônicos.

Estanho / Solda Cobix, tubinho 22 gramas, fio 1mm 63×37

Ferramentas para soldagem

Estação de Solda

A Estação de Solda SE-950 é o produto ideal para quem busca qualidade, praticidade e agilidade junto de sua bancada. Com essa estação você poderá efetuar seus reparos da maneira funcional, aumentando significativamente a precisão e a agilidade, deixando seu trabalho com uma melhor qualidade e também garantindo a segurança de sua operação.

Se for possível, de preferência para uma estação de solda com temperatura variável. As estações de solda garantem que seu ferro de solda trabalhe na temperatura correta e que ela fique constante, deixando o trabalho mais fácil e um melhor resultado final. Normalmente. Acompanham alguns acessórios para auxiliar na utilização do ferro de solda como, por exemplo, um suporte para o ferro de solda e uma esponja para limpar a ponta do ferro de solda.

Para fins de demonstração, optei por uma estação com controle analógico de temperatura da marca Solden. O modelo é a SE-950, excelente custo benefício.

Estação de Solda Solden – SE-950 com suporte para ferro de solda e esponjas para limpeza.

Para mais informações, segue link no site da Proesi: https://proesi.com.br/estac-o-de-solda-solden-se-950-220v.html

Ferro de Solda

Poderá também optar por um bom ferro de solda de 34W de potência, de marca confiável e reconhecida. Fique atento para comprar o ferro de solda com a tensão correta de sua região, que poderá ser 110V ou 220V. Normalmente este ferro será suficiente para a maioria dos projetos eletrônicos.

Ferro de soldar Hikari Plus SC-40 34W – 220V

Sugador de Solda

Sugador de solda

O sugador de solda é um equipamento que não deve faltar em sua bancada. Ele foi fabricado para remover a solda de maneira fácil e permitir que você faça um trabalho de qualidade. Para utilizá-lo basta armar o sugador pressionando o êmbolo até o fim, colocar a ponta de silicone sobre a solda que deseja ser removida (e que deve estar em estado líquido) e, então, apertar o botão que libera o êmbolo e suga a solda.

Para mais informações, segue link no site da Proesi: https://proesi.com.br/sugador-de-solda-afr-sug-max.html

A importância da limpeza da ponta do ferro de solda

Manter a limpeza na ponta do ferro de solda irá garantir melhor condução térmica e, consequentemente, soldas melhores. Você deve limpar a ponta de seu ferro de solda sempre que perceber que ela está ficando escura devido ao acúmulo de resíduos e oxidação. Para isto você pode utilizar esponjas de aço ou outras que são específicas para a limpeza de ferros de solda.

Esponja Metálica com Suporte 

Depois de limpar a ponta do ferro de solda na esponja de aço, você pode passá-la sobre uma esponja umedecida para ajudar na limpeza.

Esponja de Limpeza Vegetal

Não é recomendada a utilização de materiais que gerem muito atrito, como lixas, pois elas podem desgastar rapidamente a ponta de seu ferro de solda. A remoção da camada de níquel da ponta do ferro de solda irá reduzir a sua vida útil.

Enfim soldando!

https://image.freepik.com/fotos-gratis/closeup-de-solda-de-estanho-com-placa-de-circuito-de-eletronica_53876-18660.jpg

Iniciando o processo de soldagem

Hora de colocar tudo em prática:

Comece com uma boa limpeza da região onde a solda será aplicada.

• Deixe o ferro de solda aquecer e atingir a temperatura necessária para fundir a solda. Você pode ver se a temperatura está correta tentando derreter um pouco de solda na ponta do ferro.

• Coloque um pouco de solda na ponta do ferro de solda. Isto vai ajudar no processo de soldagem. Evite deixar muita solda na ponta do ferro, pois pode formar uma gota e ela cair em seu circuito causando curtos e atrapalhando o seu trabalho.

• Agora basta encostar o ferro de solda na região que receberá a solda e deixá-lo transmitir calor para aquecer o local. Em seguida aplique a solda sobre a região e ela derreterá. Aplique a solda e deixe-a fluir até você perceber que colocou solda suficiente e, então, pare.

• Aguarde alguns poucos segundos para a solda se solidificar e prender os componentes.

E pronto, sua solda estará realizada com perfeição.

Fique atento para não colocar solda demais e causar curtos-circuitos. Se perceber que colocou solda demais, remova a solda com um sugador e faça tudo de novo.

Tome cuidado, pois alguns componentes podem ser danificados se ficarem muito quentes durante o processo de soldagem. Para evitar que isto aconteça tente fazer a solda rapidamente para que o componente não receba muito calor do ferro de solda.


Referência:

http://www.andametais.com.br/page_1275322653060.html

https://proesi.com.br/

%d blogueiros gostam disto: